PELA PROIBIÇÃO DAS CORRIDAS DE GALGOS EM PORTUGAL.

PELA PROIBIÇÃO DAS CORRIDAS DE GALGOS EM PORTUGAL.
PELA PROIBIÇÃO DAS CORRIDAS DE GALGOS EM PORTUGAL. Click na imagem e assine sff.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Como desparatisar o seu cão

desparasitação do nosso cachorro é uma tarefa que não devemos esquecer para evitar complicações na saúde do nosso animal de estimação e que, para além disso, devemos repetir com regularidade.

  • Frequência

    A primeira coisa que devemos saber é quando devemos começar as desparasitações do nosso cachorro. Como regra geral, antes do cachorro fazer as suas primeiras seis semanas de vida, devemos de começar e fazer um reforço duas semanas mais tarde. Ao longo da sua vida posterior, devemos realizar o processo a cada seis em seis meses, dependendo se o cachorro tem maior ou menor risco de ser infectado, pelo fato de viver num apartamento ou, pelo contrário, num sítio com jardim, em contacto com outros animais.
  • Parasitas internos

    O nosso cachorro pode ser infectado por parasitas internos, algo que o nosso veterinário poderá controlar com uma análise de fezes. Para proceder à desparasitação, existe uma infinidade de medicamentos, alguns deles em função do parasita que se alojou no nosso animal de estimação. Xaropes ou comprimidos, geralmente as dosagens são adequadas ao peso e repetidas duas semanas depois por causa dos ovos que parasitas podem lá deixar, mas o nosso veterinário irá indicar-nos o que é mais adequado para o nosso animal de estimação 
  • Parasitas externos

    pêlo e a pele do nosso animal de estimação também podem ser infectados por parasitas. Escová-lo frequentemente é uma boa fórmula para os evitar, embora seja difícil manter o nosso animal de estimação livre de parasitas, especialmente, se passar muito tempo ao ar livre.
    Para acabar com os parasitas externos do nosso cachorro podemos recorrer a diversos medicamentos e de múltiplos formatos: injeções, cremes, sprays ou líquidos. Também são adequados os colares anti-parasitas.